terça-feira, novembro 16, 2010

Eu me sinto diferente

"Eu me sinto diferente. Deixei de querer me esconder atrás da minha mãe a cada vez que uma situação exige que eu tome uma decisão, aprendi a entender melhor os meus sentimentos e agora eu sei que o medo nunca deve nos impedir de tentar o que quer que seja. A coragem sempre é recompensada. E, quanto maior é a ousadia, melhor é a realização. Antes era como se eu tivesse dentro da barriga da minha mãe, tudo muito comfortável e seguro. Agora sinto que nasci, o começo foi difícil, tive que aprender a andar,a falar, a andar sozinha, a me relacionar. E agora essa partida, de certa forma, me passa uma sensação de morte, embora eu saiba que é uma morte como a da lagarta, que parece petrificada em seu casulo antes de virar borboleta e poder ver a mesmo vida de antes, com outra percepção, com outros olhos. Não sei o que me espera, mas aprendi que a felicidade é uma opção. Ela mora em todo lugar. Basta que a gente permita que ela nos faça companhia.  Devemos dar uma chance a felicidade onde quer que estejamos."

"Existe uma coisa deliciosa em escrever as primeiras palavras de uma história. Você nunca pode dizer exatamente aonde elas irão te levar. As minhas me trouxeram aqui." (Miss Potter)

2 comentários: