domingo, novembro 14, 2010

Life Is Short: Enjoy It

Será que eu sou boba demais por sempre esperar o cara perfeito, mesmo sabendo que ele nunca vai vir? Mais não vou desistir de te esperar, porque quem sabe um dia a sorte vai sorrir para mim. Talvez não me canse de esperar simplesmente pelo medo de que termine como algo ruim, que eu me machuque, que você se machuque. Medo de que aconteça como nas outras vezes: Cartas, perfumes, fotos, papeis, videos, palavras, recados, roupas, musicas e mensagens, foram as unicas coisas que você esqueceu de levar com você e deixou aqui para me perturbar. E agora, estou feliz sem você. Não há um dia que eu deixe de pensar em ti, pois sua ausência está em todos os lugares, sua ausência é mais marcante que sua presença, e mais marcante que seu amor. Por isso, talvez, não queira encarar a verdade. Não vejo outras oportunidades, não vejo outras saídas. Sei que há muitas por aí, porém simplesmente não as vejo. Não estou pronta para isso de novo, sei que estragarei tudo, assim como da última vez, por isso, não perca seu tempo achando que esse "dia" tão esperado chegará. Talvez chegue, mas enquanto isso, siga sua vida. Se passar cada segundo do dia pensando em coisas improváveis de acontecer, isso gastará muito tempo, e será um tempo perdido. A vida é curta: aproveite o máximo que ela tiver a te oferecer. Por isso não, não sou tudo que tem, pare de pensar desse modo ou vai se decepcionar cada vez mais, até que fará uma loucura, e estragará tudo. Afinal, já parou para pensar que nossa amizade é boa demais para ser estragada por causa de um mau relacionamento. Somos jovens, e cada coisa tem seu tempo: o nosso tempo não é agora.

Inspiration: http://www.yourloveisadrug.blogspot.com/ - Butterflies
Agradecimento: http://www.pordentrovirtual.blogspot.com/ - Por Dentro
Recado: esse post não foi uma indireta para ninguém, foi apenas um pensamento que me ocorreu e achei interessante registrar, talvez ajude algumas pessoas. Obrigada.
Texto Relacionado: Lembra-se de quando estávamos deitados juntos, em frente a sua casa? Lembra-se como o céu estava? Como as estrelas estavam próximas? Era uma noite estrelada de dezembro, essa noite faria um ano de que estávamos juntos e quer saber o que eu desejei quando aquela estrela cortou o céu com o seu brilho prateado? Que esse só seria mais um ano em meio a tantos. E como as estrelas foram trapaceiras comigo, porque hoje completa um ano que não te vejo. E toda vez que olho o céu lembro daquele dia, mas o céu não é mais o mesmo, nunca foi o mesmo. Hoje as estrelas fogem de mim, como se devessem alguma coisa para mim. (By: Butterflies)

Nenhum comentário:

Postar um comentário