quinta-feira, dezembro 23, 2010

Castigos e Broncas

Ninguém gosta, né?! Ficar de castigo em plenas férias, ninguém merece! Eu não estou de castigo não, mas chego bem perto... Minha sorte é que minha mãe é legal. O problema é que com 12 anos a gente já se sente independente, quando não somos. Tem certas coisas que eu acho que posso fazer sem ter que pedir permissão, e ela tem que confiar em mim, mas eu tenho que pelo menos avisá-la, senão ela não tem como confiar em mim. O fato é que, quando ela me põe de castigo, geralmente eu tenho algum evento para ir, e ela me manda cancelar porque agi mal, mas meus amigos ligam tanto insistindo para que eu vá, que eu acabo sem castigo, mas com um belo sermão! Eu concordo com a minha mãe, e não é só porque não gosto de castigo, é também porque castigar seu filho (a) não resolve nada. Em certas ocasiões -extremas- é necessário, quando seu filho(a) realmente agiu errado, e tem que dar uma bela lição. Mas se for para fazer seu filho aprender alguma coisa de seu dia-a-dia, então um sermão basta. Seu filho não vai gostar de ouvir, mas vai armazenar a informação. Já fiquei de castigo para valer, e chorei taaaanto. Por exemplo, hoje eu fui na casa do meu amigo, que mora aqui pertinho, mas sem pedir a permissão da minha mãe. Eu achei que não era tããão necessário porque a minha empregada e meu irmão estariam lá, e era só por uma horinha... bem rápido. Acontece que minha mãe descobriu -não que eu estivesse escondendo algo- e depois brigou comigo. Eu falei para ela que amanhã teria o aniversário da Jéssica, e ela disse que pensaria no assunto, porque o que eu fiz foi errado. Acho que eu deveria ter avisado a ela, mas qual é, eu sou uma garota pré-adolescente, não tenho tanta responsabilidade! Tenho que aprender com meus erros. Mas tá, o fato é que amanhã na hora do almoço ela chega e vamos 'conversar', medinho. Se ela não me deixar ir, sério, eu piro! Mas acho que ela vai deixar sim, eu quero muuuito ir, muito mesmo!

É isso. Beijo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário