quarta-feira, fevereiro 02, 2011

Me Deixa Errar


Sou covarde. Sou medrosa. Sei que não aparento ser, mas isso é porque não sou... para certas coisas. Não tenho medo de jogos, nem de pessoas fantasiadas, não tenho medo do escuro, e não tenho nojo de ver uma pessoa com os órgãos aparecendo. Não tenho medo de nada disso, mas temo outras coisas, que julgo mais importantes. Todo dia ouço seus sermões, e praticamente tudo que diz só me faz ter menos vontade de lhe contar a verdade. Tenho receio de como vai reagir, e se vai continuar do meu lado, como prometeu durante todo esse tempo. Sei que já te decepcionei outras vezes, e esse é só mais um motivo para eu não querer lhe contar. Sei que na maior parte das vezes você me compreende, mas é complicado... Devia se lembrar que já fez besteiras, já arrumou confusão, já se magoou, e com isso, aprendeu tanto. E agora está apenas me ensinando, mas ... Não vou poder aprender se você não me deixar errar. Deixa. Me deixa errar, chorar, e depois aprender algo com isso. O melhor que você pode fazer é me oferecer um ombro quando eu mais precisar, e me dizer "eu te disse" com um tom sarcástico. Eu estarei pronta para isso, desde que você me deixe ao menos tentar. Não quero me isolar da sociedade, não quero ficar presa em casa estudando o dia todo. Nos últimos anos eu já passei por muita coisa, e olhe para mim agora: estou melhor do que nunca! Ao menos tenho boas histórias para contar. Portanto, me deixa, eu prometo que depois que a tempestade passar, veremos que valeu a pena.

Um comentário:

  1. Oi,
    Sei que vc não escreveu este "post" para mim, mas vou comentar assim mesmo. Eu quero te dizer que ss lições que a gente aprende errando são as mais sólidas. Entretanto existe a hora certa para errar. Por exemplo você não vai deixar uma criança de dois anos caminhando em direção ao abismo, pois ela vai cair e morrer. Neste caso a pessoa precisa intervir e salvar a vida da criança. Eu sei que você não tem 2 anos. Mas, como eu disse, existe a hora certa para cada tipo de erro. E, é função das pessoas mais velhas orientar as mais novas e ir liberando ou permitindo as "atividades" conforme a idade e o discernimento dos mais novos. A gente não começa os estudos pela faculdade não é mesmo. A gente começa lá no CA e vai adquirindo conhecimentos aos poucos; ano após ano. Nós os mais velhos temos experiência, e é difícil transmití-la aos mais novos. Eu tb já tive doze anos e tinha sede e fome de experiências. Queria fazer tudo, achava que já sabia tudo e ficava revoltado com essa repressão. Hoje eu sei que valeu a pena, mas, assim como eu, vc só vai saber isso mais tarde. Mas é importante q vc saiba que nós, que muito te amamos, estaremos sempre ao seu lado nas e4xperiências ruins e nas boas, nos erros e nos acertos, e que vc não terá apenas um ombro, mas todo um corpo para te apoiar e ajudar a seguir em frente. E nunca, eu digo nunca, tenha receio das nossas reações, pois te amamos demais.
    Bjs
    Lati

    ResponderExcluir