sábado, abril 02, 2011

Cansada

Depois de tantos dias agitados e noites em claro, ali estava, em meio a cobertores e canecas de café... Cansada de ver a vida como algo que tivesse de ser aproveitado, resolveu parar. E estava muito determinada a fazer isso. Cansada de se iludir, e se decepcionar, cansada de ser feliz e de ser triste. Resolvera não ser nada. Notou que aproveitar não significa festa o tempo todo, ou viver correndo para lá e para cá. Isso é muito cansativo. Aproveitar também é aquela tarde de domingo chuvoso em casa com sua família. Aproveitar também é parar um pouco, e curtir alguns minutos no silêncio, organizando seus pensamentos. Isso tudo também é bom, e sem dúvidas causa menos tumulto, menos confusão. Decorrendo dessas conclusões, decidiu diminuir, tudo. Parou um tempo para se dedicar as coisas que gostava de fazer, parou para estudar, e de vez em quando até podia sair, e botar o papo em dia com os amigos. Porém, parou com os excessos. Até conseguia, quando estava triste, se arrumar toda, passar brilho nos lábios, uma roupa bonita e sair. Simplesmente sair e se divertir. Não sei se chamaria aquilo de diversão, a palavra correta seria, na minha opinião, distração. Queria esconder de si mesma, tudo aquilo que a incomodava. Mas nem sempre era capaz. Olhava pela janela de casa, e podia ouvir os risos nos bares e salões. Pessoas felizes seriam essas? Perguntava-se. Não sabia dizer se aquelas pessoas festejando estariam efetivamente se divertindo, ou apenas se distraindo, como ela. Cansada também de ter dúvidas, "se contentou em continuar a ser uma observadora de vidas, porque a sua própria à machucava com essa maldita mania de sentir demais."

Um comentário:

  1. A Postagem tem um assunto interessante eu li pq tenho paciencia mas prefiro suas postagens antigas sem ofensa mas essas tao chatas de ler nao tao ruins mas acho chato pq sei que vc pode mais Desculpa se ofendeu mas o meu intuito e te ajudar.

    Ass:Isaac Galvao

    ResponderExcluir