sábado, abril 23, 2011

Ridículo

"Viver com medo é viver pela metade."
Ultimamente tenho pensado um pouco sobre isso, e só queria ver se vocês concordam ou agem dessa forma que eu vou relatar. Você já deve ter ouvido sua mãe ou pai falar que "os adolescentes sempre tentam ser aceitos pelo resto do grupo", é, é tipo uma característica que parece estar sempre estampada em nossas testas, porque só assim para todos dizerem isso. Enfim, por muito tempo eu discordei disso, mas então, parando para pensar, olha... Você faria algo ridículo na frente de todos? Não digo algo bobo, como uma palhaçada, isso presenciamos todos os dias... Mas digo, algo REALMENTE ridículo. Acho que não. Sabe por que? Por medo. É, bom, pelo menos essa é a minha teoria, você pdoe discordar a vontade. O medo tantp pode ser uma vergonha, como pode ser um medo de ser julgado. Agora, aqui vai outra pergunta: Quantas vezes você deixou de fazer algo que queria por causa desse medo? Não precisa me dizer, mas pense. É é... Acontece que, às vezes, é esse ridículo que faz toda a diferença. Ele pode ser o responsável pelo momento de felicidade que você sentiu, mas pode ser também o motivo de piada durante um bom tempo. E por MEDO, e nada diferente disso, as pessoas preferem não arriscar. Porém, eu também acho errado da parte dos adultos julgar-nos de tal forma, afinal, eles não fariam diferente, né?! Poderia ser esse um dos motivos pelos quais todos querem voltar a infância, porque lá, nesse período da vida, há ingenuidade. Eles fazem o que querem na hora que bem entendem, e não se arrependem depois! Mas, se você realmente tem medo de fazer muitas coisas, então pense só, quando crescer, que histórias terá para contar? Você vai contar que, uma vez, teve vontade de fazer um comentário em sala de aula, mas teve medo? É, só queria que vocês refletissem sobre isso.

4 comentários:

  1. Eu sempre terei historias pra contar, pelo menos da minha infancia, e QUE infancia, hahhahaha!
    Mas, sei lá, por parte de meus pais não ouço muito eles falarem de eu querer entrar no grupo, sei lá, pra de certa forma, parecer normal... Eu tenho um estilo próprio, louco, mas, enfim, é um estilo próprio e acho que as pessoas que convivem comigo já perceberam isso; na escola, em casa ou em qualquer outro lugar que eu frequento. As vezes, tipo, eu falo alguma coisa aí dizem "NORMAL..." ou coisas assim e eu continuo sendo eu mesma sabe, não me importo. Agora, o que eu já ouvi de professor falando de adolescentes querendo entrar na sociedade à sua volta como legais, e não excluídos... mas algumas horas os excluídos são mais felizes porque tem amigos que sabem que podem contar, e acima de tudo, divertem-se sem medo de serem julgados, afinal, já são rejeitados pelo resto e seus amigos nunca o trairão, mas não é isso que eu queria falar não,é que ai meu Deus, tudo que eu já fiz de estranho, arriscado e julgável, foi com medo, mas não foi por isso que deixei de fazer. É claro, muita coisa eu me arrependi de fazer, mas depois ri muito com isso e sinto que valeu o momento. Mesmo que tenha sido um mico daqueles hahhahaha. E às vezes, tudo que eu deixei de fazer me faz pensar o que poderia ter acontecido e que não aconteceu, e presencio isso sempre.
    Agora modero mais nos micos pelas más experiências que me aconteceram e acho que se eu fizer algo assim de novo, terei consequências ruins para mim de novo, então, penso um pouco mais antes de fazer algo. E eu tenho lá desejos loucos de chegar e fazer uma coisa, mas não faço, porque não sei o que o outro vai achar...
    Escrevi um comentário super imenso hahhaha... Acho que vou postar no meu blog, esse comment está tão inspirado... Beijos
    Cavalinho

    ResponderExcluir
  2. hahahaha meu comment é maior que sua postagem!!! hhahahahahha beijos, eu de novo

    ResponderExcluir
  3. Hahaha, uau, me espantei com o comentário, juro. Mas obrigada. Com certeza, eu concordo com você, bom, apesar de não ser excluída, ainda sim sou insegura por muitas vezes... Mas ultimamente tenho encarado algumas coisas com uma coragem que eu realmente não faço a menor ideia de onde vem! Posta sim! Beijos, obrigada novamente pelo comment.

    ResponderExcluir
  4. hahhaha de nada, beijos...

    ResponderExcluir